URBEM 11/05/2021

Empreendedores sociais do projeto Catalyst 2030 Brasil buscam mais qualidade de vida para as gerações futuras

De acordo com o Social Progress Imperative (SPI), ONG que avalia indicadores sociais e ambientais de diversos países, para o Brasil alcançar a Agenda 2030 de objetivos definidos pela ONU será preciso apertar o passo. No ritmo em que estamos, calcula-se que somente em 2082 atingiremos as metas definidas para daqui a nove anos. Entre os principais desafios, está a falta de sinergia entre diferentes iniciativas que realizam trabalhos importantes, mas de maneira paralela. 

Para otimizar essa atuação e assim ampliar o potencial de resultados, um grupo de empreendedores encontrou no ambiente do Sistema B a estrutura ideal para criar uma coordenação de esforços. O Sistema B é o braço brasileiro do BLab, rede global que certifica empresas que geram benefícios sociais e ambientais em suas áreas de atuação. Representantes desse ecossistema, como Ashoka, Schwab Foundation, Skoll Foundation e Echoing Green, se uniram para lançar o Catalyst 2030 Brasil, com o objetivo de garantir e acelerar as metas da ONU dentro do prazo estipulado. O movimento, que já existe no exterior, é pautado pela liderança colaborativa, espírito de generosidade e priorização do bem-estar das pessoas e respeito à natureza. O grupo tem cerca de 500 colaboradores globais em mais de 190 países.

No Brasil, o projeto avança desde o início do ano, englobando questões como os impactos da pandemia de coronavírus e como o Catalyst pode colaborar para diminuir os efeitos dessa crise. A desigualdade social e a pobreza que afetam milhões de brasileiros têm se intensificado nos últimos meses, agravadas pela alta do desemprego e pelo prolongamento das ações de isolamento social necessárias para conter o avanço das contaminações. O volume de doações caiu significativamente, assim como os investimentos em programas sociais feitos pela iniciativa privada. 

Em evento que oficializou a versão brasileira do projeto, François Bonnici, diretor-executivo da Schwab, afirmou que a transformação social só acontece pela união de forças com um mesmo propósito, a busca por igualdade de direitos e por um futuro mais sustentável. “Empreendedores sociais são catalisadores para acelerar os ODS”, disse. O Catalysy 2030 busca contribuir com a troca de conhecimento, a otimização dos meios de financiamento bem como influenciar a formulação de políticas públicas, ações nas quais o Sistema B conta com forte atuação.

voltar [<]
Fechar [x]

amata