Cases 12/08/2021

Casa Pompéia

Com 200m² de área construída, a casa projetada pelo escritório de arquitetura 23 Sul, localizada na Pompéia, privilegia a iluminação e a ventilação naturais para criar um aspecto leve e orgânico. Com linhas retas e espaços amplos, o projeto foi desenvolvido reunindo sistemas construtivos pré-industrializados, como blocos pré-moldados e a madeira engenheirada.

O uso da madeira engenheirada, por exemplo, foi fundamental para tornar a casa mais leve, não só visualmente, mas também fisicamente, trazendo economia na etapa das fundações da construção. Ela também cria contraste com o concreto e dá calor aos ambientes.

Para Ana Belizário, head de novos negócios da Urbem, empresa que forneceu as lajes de CLT (Cross-laminated timber), outra vantagem da madeira engenheirada está diretamente relacionada ao canteiro de obra. “Trabalhamos com 3 pessoas para a montagem, durante cerca de 10 dias. Ou seja, é rápido, sem geração de resíduos e com redução de riscos no canteiro”, explica a executiva.

O projeto foi desenvolvido buscando total integração entre os ambientes internos e externos. Duas clarabóias cortam a casa dando luminosidade natural aos espaços, que também contam com sistema de ventilação que garante que o ar circule com fluidez. O pé direito duplo e os grandes painéis de vidro permitem que o paisagismo invada a sala. A varanda e seus recortes ajudam a trazer o jardim e a piscina para dentro. A casa possui também aquecimento solar e geração de energia via placas voltaicas e cisterna para coleta de água da chuva.

Clique aqui e leia em nosso Blog mais detalhes desse projeto.

Conheça a Casa Pompéia nas imagens abaixo:

 

Ficha técnica

Lajes madeira: Amata Urbem (importação KLH)

Vigas: Crosslam7

Gerenciamento da obra: 23 Sul

Construtora: NJL 

Área do terreno: 225m²

Área construída: 200m²

Área madeira: 16m³ de CLT e 7m³ de MLC

Montagem: Força Bruta

Estrutura madeira: Arquimedes Costa e Luís Jorge (Tisem)

Estruturas concreto e metálica: MR2

Projeto: 23 Sul

Marcenaria: Severino Francisco de Carvalho 

Paisagismo: Claudio Mariutti, da Arboreto

voltar [<]
Fechar [x]

amata