Tendo sido a primeira empresa a conseguir uma concessão florestal pública no Brasil, a AMATA é pioneira em diversos aspectos. E não quer apenas desbravar caminhos, mas mostrar que há outras formas – mais sustentáveis – de manejar florestas e comercializar madeira. História para contar é o que não falta.

Anterior Próximo
  • Anterior Próximo
    • Encontro
      O Inicio

      A história da AMATA começa com a união de três trajetórias profissionais.

    • Etel Carmona
      O Inicio

      Há mais de 20 anos percebeu o valor da madeira nativa em móveis, objetos exclusivos de design brasileiro. Aproximou a questão sensorial da madeira ao consumidor final.
      “Minha relação com a madeira é de total intimidade e respeito. Desde o primeiro instante da minha trajetória, enquanto designer e empresária, minha filosofia sempre foi tratar e valorizar a madeira como joia.”

    • Roberto S. Waack
      O Inicio

      Lançou e geriu por cinco anos um dos maiores projetos de manejo certificado do mundo. Comprometido com a boa gestão florestal, foi eleito membro do Board Internacional do FSC® .
      “A floresta vai permanecer em pé se tiver valor econômico percebido, tangenciável. A gestão florestal proporciona isso, mas a boa gestão florestal vai além. Ela permite a intimidade com os valores ambientais e culturais das florestas, em geral, riquíssimos.”

    • Dario Guarita Neto
      O Inicio

      Com grande experiência na administração de portfólios, conseguiu criar um modelo de negócios sólido e inovador, aliando as ideias de Etel e Roberto.
      “A experiência na administração de portfólios ajudou a AMATA a fazer a ponte entre a linguagem do mercado financeiro e a linguagem da floresta. A qualidade do nosso trabalho e dos nossos investidores institucionais mostram que conseguimos, realmente, estabelecer esse caminho.”

    • Nasce a AMATA
      O Inicio

      Sai do papel a ideia de uma empresa que se propõe a gerir florestas naturais e plantadas com tecnologias que garantam uma exploração econômica, social e ambientalmente consistente. O foco nesse momento era o desenvolvimento de estudos sobre o setor, criação de modelagens econômicas e elaboração de um Plano de negócios.

    Anterior Próximo
  • Anterior Próximo
    • Casa
      O Inicio

      Abertura do primeiro escritório, no Jardim Paulistano, em um espaço na loja da Etel.

    • Cade os parceiros?
      O Inicio

      Consolidada a primeira versão do Plano de negócios, começa a busca por investidores em um road show que durou dois anos.

    Anterior Próximo
  • Anterior Próximo
    • Nativas à vista!
      O Inicio

      Assinado o contrato de parceria com a Svenska Cellulosa Aktiebolaget (SCA). Começa o plantio de nativas em áreas previamente modificadas pela ação humana, em Castanhal, no Pará.

    • Conquista
      O Inicio

      É a empresa escolhida na licitação da primeira concessão florestal pública brasileira para atuar na Floresta Nacional do Jamari, em Rondônia.

    • Casa Nova
      O Inicio

      Mudança para a rua Funchal, na Vila Olímpia.

    Anterior Próximo
  • Anterior Próximo
    • On-line
      O Inicio

      Conquista seu espaço na web, com lançamento do site institucional.

  • Anterior Próximo
    • Reflorestamento
      O Inicio

      Estabelecimento da sociedade com Carlos Eduardo Ribeiro do Valle para o projeto de reflorestamento em três fazendas em Paragominas (PA): Taquarussu, Flamboyant e Ilha Verde.

    • É isso!
      O Inicio

      O plantio de Castanhal recebe a certificação do FSC®, a primeira de muitas. Todos os plantios têm como meta básica conseguir a certificação.

      *FSC-C074658

    • Primeiros frutos
      O Inicio

      Primeiro corte de madeira na floresta do Jamari.

    • Bem-vindos!
      O Inicio

      Chegam os novos sócios, representados pelos fundos FIP Agro, Brasil Sustentabilidade, BNDESPAR e Aquila.

    Anterior Próximo
  • Anterior Próximo
    • Chegada ao mercado
      O Inicio

      Com a primeira venda de madeira serrada, conclui-se o primeiro ciclo do manejo de baixo impacto na floresta do Jamari. A madeira da AMATA está no mercado!

    • Ganhando corpo
      O Inicio

      Consolida-se a estrutura corporativa da empresa com a contratação de profissionais, formação dos conselhos e comitês.

    • Meta traçada
      O Inicio

      Renovada a parceria com a SCA, agora o plantio deve chegar a 14 milhões de mudas até 2022.

    Anterior Próximo
  • Anterior Próximo
    • Valor à madeira
      O Inicio

      Inaugura a serraria na floresta do Jamari. As toras passam a ser serradas e a madeira pode receber acabamento.

    • Hora de crescer
      O Inicio

      Seguindo o Plano negócios, a AMATA foca na expansão das suas áreas de manejo. Participará de novas concessões e da aquisição de propriedades para plantio de exóticas e manejo de nativas.

    • Three to one
      O Inicio

      Lançamento da Campanha da marca Velvet, da companhia SCA, em Londres, para imprensa, ONGs e sociedade, com apresentação do documentário gravado nas fazendas da AMATA, no Pará

    • Certificação
      O Inicio

      As atividades da AMATA na Floresta Nacional Jamari, em Rondônia, assim como as operações na serraria de Itapuã do Oeste, recebem a certificação do Forest Stewardship Council®(FSC).

      *FSC-C107027

    • Agora tem eucalipto
      O Inicio

      Começa a operação de exóticas em cinco propriedades na região do Alto Sucuriú, no município de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul. No local, será feito o plantio de 14 mil hectares de eucalipto.

    Anterior Próximo
  • Anterior Próximo
    • Chegamos no Paraná
      O Inicio

      A partir de janeiro de 2013, a AMATA assumiu o controle da Florespar - empresa florestal que tem como atividade o plantio de pinus e eucaliptos - e com isso chega ao Paraná

  • Anterior Próximo
    • Expansão de portfólio
      O Inicio

      Chegará ao mercado a madeira oriunda do plantio de nativas da AMATA.

Anterior Próximo

Compartilhe

Outras redes sociais