Faveira-ferro

Nomes comuns

Angelim-falso, Faveiro-do-grande, Angelim-vermelho, Angelim-pedra-verdaderiro.

Dinizia excelsa Ducke.
seta Produtos relacionados

Características: Madeira marrom avermelhado clara. Pode ser encontrada na região Amazônica, principalmente, Acre, Rondônia, Amazonas, Pará e Roraima. Sua altura varia de 50 a 60 metros. Floresce de agosto até o meio de outubro e os seus frutos amadurecem entre julho e agosto.

Para que serve? É utilizada na construção civil leve e pesada; e na produção de pontes, cruzetas, dormentes, defensas, vigas, caibros, ripas, paredes divisórias, assoalhos, tacos, carrocerias, vagões de trem, obras portuárias, degraus de escada, cabos de ferramentas, armações de móveis e marcos de portas e janelas.

Trabalhabilidade: Madeira muito pesada, difícil de trabalhar na plaina, mas pode ser trabalhada na broca. 

Onde é colhido?

  • Acre
  • Alagoas
  • Amazonas
  • Amapá
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Minas Gerais
  • Mato Grosso do Sul
  • Mato Grosso
  • Pará
  • Paraíba
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Paraná
  • Rio de Janeiro
  • Rio Grande do Norte
  • Rondônia
  • Roraima
  • Rio Grande do Sul
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
  • Propriedades mecânicas Verde Seca
  • Densidade básica (kg/m3) 830
  • Compressão paralela (kgf/cm²) 615 873
  • MOE (kgf/cm²) 153.000 173.000
  • MOR (kgf/cm²) 1220 1600
  • Cisalhamento (kgf/cm) 134 180
  • Dureza Janka paralela (kgf) 1019 1460
  • Tração perpendicular (kgf/cm²) 53 39
  • Fendillhamento (kgf/cm) 75 67

FONTES: Banco de Dados de Madeiras Brasileiras do IBAMA, IPT, Livro Árvores Brasileiras, de Harri Lorenzi, volumes 1 e 2.

FOTOS: Laboratório de Madeiras e Produtos Derivados/IPT.

Compartilhe

Outras redes sociais