Escritório canadense propõe a construção de uma floresta vertical em Toronto

Conheça o projeto da Tree Tower Toronto.

Por AMATA AMATA 10/01/2018

A substituição de recursos não renováveis por matérias-primas naturais na construção civil é forma atual disponível para a construção de cidades e comunidades mais sustentáveis. As “florestas verticais”, como são conhecidos os edifícios em altura construídos com madeira certificada e predominante presença de paisagismo de árvores em todo seu projeto, que surgem em diferentes cidades ao redor do globo são indicativos dessa mudança na consciência ambiental da sociedade. São Paulo terá seu próprio exemplar desse novo fenômeno com o Edifício AMATA, assinado pelo escritório de arquitetura Triptyque, uma torre de treze andares com abundância de verde.
  Um projeto que merece destaque entre as novas “florestas verticais” é o Tree Tower Toronto, proposto pelo escritório Penda. A estrutura de dezoito pavimentos será construída inteiramente em CLT (madeira laminada cruzada) em Toronto e servirá uma função mista, assim como o Edifício AMATA, com espaços comerciais e residenciais, distribuídos em 5.050 metros quadrados.
“As nossas cidades são feitas de concreto, aço e vidro. Se, ao andar pela cidade, você se deparar com uma torre de madeira e plantas,  notará  um contraste interessante”, disse Chris Precht, sócio da Penda à revista Dezeen.  A aparência natural e familiar da madeira e das plantas darão vida ao edifício e isso pode se tornar o novo modelo de desenvolvimento sustentável das nossas paisagens urbanas”, completou.
Os painéis de CLT serão montados fora do terreno da obra para então serem entregues e instalados por gruas ao redor do núcleo básico. Depois, os painéis de madeira da fachada exterior são instalados. A diferença entre o canteiro de obras de um edifício assim e de uma construção tradicionais é perceptível, uma vez que o CLT permite que a obra seja construída rapidamente, de modo silencioso e sem gerar tantos resíduos.
Ao observar o trabalho do arquiteto Moshe Safdie, é possivel perceber similaridades entre a natureza modular da Tree Tower Toronto e o conhecido projeto Habitat 67, o complexo de apartamentos modulares localizado em Montreal. Isso, porque o clássico brutalista inspirou o design da torre de Toronto, que propõe uma releitura sobre seus temas sob a ótica da sustentabilidade.
As “florestas verticais” são símbolos de uma arquitetura que busca  compensar o impacto da construção de um edifício, criando um ecossistema urbano onde a flora pode ajudar a absorver dióxido de carbono e produzir oxigênio para melhorar a qualidade do ar da cidade. Esse pensamento não é apenas sobre uma "arquitetura verde", mas sobre a melhoria da qualidade de vida das habitantes de uma determinada cidade.
 

Saiba mais sobre o projeto: https://www.dezeen.com/2017/08/02/toronto-tree-tower-penda-cross-laminated-timber-construction/