A administração da AMATA tem como princípio a gestão participativa. Acionistas, conselheiros e funcionários fazem parte dos conselhos e comitês que discutem as principais questões da empresa.

Em 03 de fevereiro de 2016, o Conselho de Administração da AMATA aprovou formalmente a fusão de seus Comitês de Estratégia e Sustentabilidade. Essa fusão está conectada à conclusão do processo de Planejamento Estratégico da empresa para os próximos cinco anos, e que foi desenvolvido durante todo o ano de 2015.

Como pressuposto presente desde a elaboração de seu plano de negócios, a AMATA entende que quaisquer decisões devem ser tomadas considerando os impactos para a empresa e para o mundo. Para isso, o Comitê de Sustentabilidade foi criado, em 2011, para assessorar o Conselho de Administrações na reflexão sobre quais rumos a empresa deveria tomar, considerando os principais dilemas e complexidades da ampla agenda da sustentabilidade. Em 2014, com a ampliação do negócio, foi estruturado o Comitê de Estratégia, com a primeira

responsabilidade de orientar uma revisão do Planejamento Estratégico da AMATA.
A conexão de pautas e expectativas para ambos os comitês foi natural. As reflexões precisavam ser conjuntas e associadas, de forma que não houvesse risco de as recomendações apontarem rumos divergentes ou incongruentes. Portanto, a fusão tomou forma com total fundamentação.


Atualmente, o Comitê de Estratégia e Sustentabilidade (COESU) conta com 8 membros, entre representantes de acionistas, executivos e independente.

 

Compartilhe

Outras redes sociais